26 de janeiro de 2021

boliche.com.br

O mais completo desde abril de 1998

COMO VAI SER O BRASILEIRO DE CLUBES 2019

5 min read
Brasileiro de Clubes 2019

O XXXIV Campeonato Brasileiro de Clubes de Boliche será realizado por fim no Bolix Bowling do Shopping Internacional, em Guarulhos/SP.

De acordo com o Regulamento elaborado pela Confederação Boliche Brasil, o evento será de 18 a 21 de abril de 2019, a partir das 8h.

Esse tradicional evento nacional, de fato, é promovido, organizado e realizado pela BOLICHE BRASIL (Confederação Brasileira de Boliche).

A competição será disputada em duas divisões de equipes, de tal forma que tenha seis componentes cada uma, sendo duas mulheres e quatro homens.

Serão quatro dias de competição, ao todo. Nos três primeiros dias serão jogadas seis partidas diariamente, com três participantes em cada pista.

Haverá pontuações nas Fases Individual Masculina e Feminina, Duplas Masculinas e Femininas, Tercetos Mistos, Times no Sistema Baker e All Events de Times.

No quarto e último dia, serão disputadas 18 partidas no Sistema Baker, no qual jogam cinco jogadores na mesma partida, havendo rodízio de ausência de um jogador de cada equipe.

Os times campeões serão aqueles que acumularem mais pontos, conforme a tabela do regulamento.

Os 96 participantes jogam 576 partidas por dia, que multiplicadas pelos 4 dias de evento totalizam 2.304 partidas para definir os medalhistas.

REGRAS EM DESTAQUE

Conforme regulamento:
“A classificação dos times para as respectivas divisões será definida pela diretoria da Boliche Brasil, sendo reservadas duas vagas, em cada divisão, para convite da Diretoria.”

É vedado, na primeira divisão, a participação de mais de uma equipe do mesmo clube.”

Clique no botão do Mapa de POSICIONAMENTO para que saiba em qual pista e turno irá jogar.

Notem que haverá alternância entre os turnos da 1.ª e 2.ª divisões, e, igualmente, alguns jogadores de uma mesma divisão jogarão em turnos diferentes por escolha livre dos representantes dos clubes.

Nesse sentido, os clubes terão até o dia 15 de abril para definir quem jogará em qual horário no primeiro dia.
>>> Informações pelo WhatsApp (11) 98084-0492 com Bira Teodoro

Para melhor entendimento:

Os clubes da 1.ª Divisão receberam os números de 1 a 7, a saber:
1. Pinheiros A (18.756,68 pontos no Ranking Nacional)
2. Vasco da Gama (12.843,90)
3. Fluminense (12.058,29)
4. Ribeirão A (7.690,54)
5. Dartora A (6.813,36)
6. Vizinhança Norte (5.024,56)
7. BH Bowling (3.834,10)

Os clubes da 2,ª Divisão receberam as letras de “A” a “I”, a saber:
A. Pinheiros B (3.507,980 pontos no Ranking Nacional)
B. Fênix (2.527,11)
C. Dartora B (2.412,52)
D. Pinheiros C (2.218,20)
E. Pinheiros D (1.886,86)
F. Ribeirão B (1.600,59)
G. Tiger A (1.413,29)
H. Friends A (1.058,24)
I. Ribeirão C (192,15)

A atribuição das letras e números para o primeiro dia foram feitas pela classificação do clube em pontos no ranking no momento da inscrição, conforme o arquivo de divisões.

O Mapa de Pistas e a distribuição das divisões foi discutida e ratificada de acordo com as Federações Estaduais.

INSCRITOS NA EDIÇÃO 2019

16 equipes com 96 atletas se inscreveram para a 34.ª edição do Campeonato Brasileiro de Clubes, a saber:

1.ª DIVISÃO

1. Pinheiros A (Roberta Rodrigues, Stephanie Martins, Celso Azevedo, Pedro Diniz, Igor Pizzoli e Renan Zoghaib);

2. Vasco da Gama (Lúcia Vieira, Léa Castro, Márcio Vieira, Marcelo Suartz, Danilo Rocha e Adilson Balthazar);

3. Fluminense (Jacque Costa, Luiza Rocha, John O´Donnel Jr., Juliano Oliveira, Bruno Costa e Paulo Feijó);

4. Ribeirão A (Roseli Santos, Dê Luqueti, William Hideki, Eduardo Issa, Mário Farias e Nilson Diniz);

5. Dartora A (Marizette Scheer, Dayse Silva, Jair Dartora, Rogério Bachi, Sidinei Dartora e Daniel Murta);

6. Vizinhança Norte (Thaís Braga, Titila Alvarez, Luiz Afonso, Eugênio Carvalho, Flávio Alvarez e Eduardo Bastos);

7. BH Bowling (Simone Peixoto, Maria Eduarda Petersen, Marco Túlio, Fernando Castellões, Flávio Castellões e Renato Castellões).

2.ª DIVISÃO

A. Pinheiros (Ana Maria Rodrigues, Leila Zuccari, Felipe Rezende, Gianfranco Dieguez, Nilson Wada e Rodrigo Marques);

B. Fênix (Neuza Kae, Vanessa Andrade, Airton Fukumoto, Carlos Carrasco. Tarik El Kadri e Sung Kae);

C. Dartora (Lira Corazza, Marlene Bonacina, Francisco Bonacina, João Vítor Dartora, Leandro Ramires e Pedro Lima);

D. Pinheiros (Lourdes Dieguez, Mariângela Marcondes, Fábio Reinbold, Márcio Paschoal, Nestor Dieguez e Sérgio Sá);

E. Pinheiros (Denise Teuber, Júlia Paschoal, Mariana Paschoal, Mariane Almeida, Patrícia Dieguez e Rafael Zuccari);

F. Ribeirão (Coca Camargo, Maria Diniz, Cláudio Goto, Cristian Poveda, Gilberto Santoro e Renato Kim);

G. Tiger (Inês Yamaguti, Rosina Freitas, Carlos Thur, José Sayão, Marco Kudaka e Wagner Koga);

H. Friends (Raquel Tenuta, Tininha Muelas, Feliph Rosa, José Magro, Licínio Coelho e Luís Coelho);

I. Ribeirão (Talita El Kadri, Chris Gmurczyk, Bruno Gmurczyk, Antonio Santos, Cléo Duarte e Naná Miyabara).

[button color=”red” link=””]CLIQUE AQUI E CONHEÇA OS CAMPEÕES 2018[/button]

O que é o Sistema “Baker”?

A princípio, no sistema ou formato “Baker” 5 (cinco) integrantes da equipe jogam a mesma partida.

Em contrapartida, no caso de sexteto, haverá rodízio de ausência de 1 (um) jogador em cada partida.

O primeiro integrante joga os frames 1 e 6, por conseguinte o segundo joga os frames 2 e 7, o terceiro joga os frames 3 e 8, o quarto joga os frames 4 e 9 e o quinto joga os frames 5 e 10.

Se bem que, a cada partida, o capitão da equipe decide a ordem dos seus jogadores.

O “sistema Baker” foi inventado na década de 1950 por Frank K. Baker, então secretário-secretário executivo do ABC American Bowling Congress, o antecessor do USBC.

Baker surgiu com o novo método de pontuação, a troca de jogadores a cada frame, porque acreditava que assim o Boliche poderia ser mais atraente para os espectadores.

Os organizadores de campeonatos resistiram ao formato sugerido até que, enfim, ele foi usado em um jogo oficial em 1974, durante o NBC Bowling Spectacular.

Na época, tanto quanto hoje em dia, os jogadores disseram que sentiram que o sistema enfatizava o espírito de equipe.

CERIMÔNIA DE ABERTURA

Será realizada no dia 18 de abril, quinta-feira, logo depois do encerramento do primeiro turno, com a participação obrigatória de todos os atletas inscritos.

Logo após o encerramento do primeiro turno, todos os atletas todas as divisões participantes do evento serão convocados para a cerimônia de abertura.

Os atletas deverão se perfilar em frente às pistas, devidamente uniformizados, conforme orientação da organização, para a cerimônia do hino nacional e a declaração de abertura feita pela maior autoridade presente ao evento.

Por conseguinte, o atleta que não participar dessa cerimônia será desclassificado do evento.

Os atletas desclassificados não poderão jogar, ainda que seja para efeito de ranking.

CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO

As premiações ocorrerão sempre entre os turnos, sobretudo a partir do segundo dia de competição.

No quarto e último dia, a premiação será realizadas logo após as finais, com a participação obrigatória dos medalhistas.

Logo após o término do primeiro turno da sexta-feira, dia 30, serão entregues as medalhas das Fases Individuais, Masculinas e Femininas, da 1.ª e 2.ª Divisões.

Logo após o término do primeiro turno do sábado, dia 20, serão entregues as medalhas das Fases de Duplas da 1,ª e 2,ª Divisões.

Logo após o término do turno no domingo, dia 21, serão entregues as medalhas das Fases de Tercetos, Baker e Campeões da 1.ª e 2.ª Divisões.

ALMANAQUE DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE CLUBES

[table “0006” not found /]
[table “0007” not found /]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *