24 de janeiro de 2021

boliche.com.br

O mais completo desde abril de 1998

MARCELO SUARTZ ESCREVE SOBRE SUA EXPERIÊNCIA NA PBA …

2 min read

Hey Bira,
Como está tudo por aí?
Por aqui tudo tranqüilo.

Bom, não consegui escrever logo depois do torneio porque estávamos na Virgínia (EUA) e são 12 horas de viagem desde Orlando.

Chegamos ontem de madrugada e só agora estou tendo tempo e acesso ao computador.

Esse Torneio da PBA (Newport New, South Region) foi, para mim, uma experiência fantástica. É muito bom jogar e ver o próprio nome no meio dos profissionais.

O condicionamento (35 pés), como eu esperava, não estava fácil. É claro que se estiver jogando com a bola certa, no lugar certo, ganhará mais área, mas isso não significa facilidade.

Fiquei muito feliz com esse torneio, joguei ao lado da pista do Jason Hurd, do Cris Collins, do Dave D´Entremont, além de muitos outros PBAs. Tentei dar o meu máximo, sem pensar no que iria acontecer e no que tinha que fazer para me classificar.

No primeiro dia de competição foram 8 linhas e fiz 219 de média, com um 300 na sétima partida. Classifiquei-me para a próxima fase em vigésimo-primeiro, jogamos mais 5 linhas para, então, selecionar os Top 16. Nesse dia fiz 241 de média e fui classificado para a final em quarto lugar, com 227 de média no geral. 🙂

Na final, as pistas foram recondicionadas e somente no meio da terceira linha fiz a troca certa de bola … tarde demais!

Aprendi muito nesse torneio, tanto com os êxitos como com as derrotas, diria até que aprendi mais com as derrotas que com os êxitos, pois sem elas não aprendemos e sem aprender não ganhamos.

O mais importante é que, a cada dia, aprendo mais e ganho mais experiência, e estou feliz por isso, lógico que com os resultados também 🙂 .

O Boliche é um esporte no qual perdemos mais que ganhamos, devemos nos acostumar a isso e dar sempre o nosso máximo, às vezes ele é suficiente para ganhar, às vezes não.

O meu próximo torneio vai ser o U.B.A, que começa nesta quinta-feira aqui em Orlando, são US$ 10,000.00 de premiação.

Obrigado a todos que estão me apoiando, fico muito feliz por isso.

Abraços,

Marcelo Suartz

0 thoughts on “MARCELO SUARTZ ESCREVE SOBRE SUA EXPERIÊNCIA NA PBA …

  1. Manda ver Pedra !!! É isso mesmo !!! Vai comendo belas beiradas que você não queima a língua… muito em breve você vai estar saboreando o prato principal em grande estilo… Beijos grande para você… mande beijos para o Ray e a Millie….

  2. Aí, alguém saberia dizer onde comprar material para boliche (luva, bola, sapato, etc…) no Rio da janeiro?
    Na internet não encontro nada, só nos EUA.
    Valeu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *