TRIO DO CLUBE PINHEIROS QUEBRA RECORDE NACIONAL

By
Updated: fevereiro 25, 2018

(e-d) Igor Pizzoli, Stephanie Martins e Renan Zoghaib

TRIO DO CLUBE PINHEIROS QUEBRA RECORDE NA TAÇA SANTA CATARINA

O terceto formado por Stephanie Martins, Igor Pizzoli e Renan Zoghaib, do Esporte Clube Pinheiros quebrou, extra-oficialmente, o recorde brasileiro para uma linha de tercetos.

Igor fez 278 pontos na 16.ª linha do evento, terceira da última rodada, Renan fez 255 e Stephanie fez 257, totalizando 790 pinos (média individual de 263,33)

Essa linha de terceto (790) foi superior a de 756 feita por Mariana Cristina, Renan Zoghaib e Roberto Lanna na Taça Brasil de Clubes em 2014 (clique aqui para ver).

Vale observar que esse feito ocorreu num boliche de cordinhas, ao contrário do recorde de 2014, homologado pela Boliche Brasil (Confederação Brasileira de Boliche).

Clique aqui para ver os recordes nacionais homologados pela Boliche Brasil.

A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA SE MANIFESTA

A Boliche Brasil, Confederação Brasileira de Boliche, publicou uma nota em seu site oficial, que diz o seguinte:

UM NOVO RECORDE BRASILEIRO?

Após o término da Taça Santa Catarina muitos estão se perguntando: foi batido o recorde brasileiro de uma partida de tercetos mistos?

Para responder a esta pergunta devemos visitar a regra mundial a respeito da interferência no pino.

A regra mundial diz que caso haja a interferência externa, seja de um humano, seja de uma parte da máquina (neste caso a “corda”), no pino, e ele cai, ele deveria ser reerguido.

E como fica a questão específica no Brasil?

Temos uma grande maioria de boliches que usa cordas ou cordões, como alguns chamam, para colocar os pinos na posição após um lançamento.

Estas cordas permanecem fixas nos pinos quando o atleta executa seu lançamento
e o que ocorre, na prática, é que algumas vezes pela própria física do arremesso
ou da forma como a bola bate nos pinos a “corda”
pode servir para ajudar ou prejudicar a queda do pino.

Assim, “ao pé da letra”, pela regra, deveria haver a colocação do pino no deck sem nada afixado nele, o que de fato não ocorre.

Porém, e se o pino cai “ajudado” pela corda (diferente do caso quando ele não cai, mas o sistema de computador marca) o que fazer?

Marcar? Não marcar? Enfim como auditar isso? Muito provavelmente nem recursos de vídeo ajudariam.

E o resultado como fica? Vale? não vale?

Pois bem, a Confederação Brasileira não pode comparar este resultado oficialmente com resultados obtidos em boliches automáticos, onde sabidamente não há interferência externa no pino.

Entretanto, é uma realidade brasileira a existência deste tipo de mecanismo para levantar os pinos, tanto é que as Taças podem ser realizadas nestes boliches, exceto Campeonatos Brasileiros.

Sendo assim, a Confederação decidiu HOMOLOGAR, não só este recorde, como todos os obtidos em boliches assistidos (com o uso de cordas).

Haverá uma categoria específica, que não se confunde com os recordes em boliches que não tenham interferência nos pinos.

Concluindo, sim, foi estabelecido um novo recorde para a linha de tercetos mistos em boliche assistido, e igualmente serão homologados os outros recordes brasileiros em boliches assistidos (cordinha).

Parabéns pelo novo recorde, Igor Pizzoli, Renan Zoghaib e Stephanie Martins pelo recorde.

Parabéns Esporte Clube Pinheiros.


RESULTADOS ONLINE completos da Taça Santa Catarina veja no site BOLICHE BRASIL (clique aqui)

TERCETOS – FINAL – 1.ª DIVISÃO

TERCETOS – FINAL – 2.ª DIVISÃO

ÁLBUM DE FOTOS

Clique na imagem abaixo para abrir o Álbum de Fotos…
(* Para baixar clique com o botão direito sobre a foto)

3.ª RODADA (7 games) dia 25, domingo

Muitas boas surpresas na última rodada da IV Taça Santa Catarina 2018. A partida quase perfeita de Pedro Diniz foi uma delas.

Outra foi a recuperação espetacular do Campeão Brasileiro 2017, Marcelo Suartz.

Marcelo fez uma série de 1.592 pinos (227,42), após fazer 228, 269, 242, 214 e 247 (1.200 pinos, 240 de média), depois fechou com 190 e 202.

Porém, Renan Zoghaib, que jogou no segundo turno, também esteve no seu melhor dia e fechou 1.608 pinos (229,71), com 243, 247, 255, 192, 225, 209 e 237.

Dessa forma, Renan (SP) ficou com a medalha de OURO
no All Events da 1.ª Divisão com 210,10 de média,
seguido pelo medalha de PRATA Marcelo (RJ) com 207,30,
e o medalha de BRONZE Igor Pizzoli (SP) com 207,30.

Houve alterações no encerramento do All Events da 1.ª Divisão Feminina:
Stephanie Martins (SP) permaneceu líder e ficou com o OURO (196,25),
a PRATA foi para Sheila Abreu (RJ) com 158,54,
e o BRONZE para Leila Zuccari (SP) com 163,70.

RESULTADOS ONLINE completos da Taça Santa Catarina veja no site BOLICHE BRASIL (clique aqui)

2.ª RODADA (6 games) dia 24, sábado

Após 13 games o Terceto formado por Igor Pizzoli, Renan Zoghaib e Stephanie Martins continua na liderança da 1.ª Divisão com folga de 458 pinos sobre o segundo colocado.

Renan Zoghaib (SP) manteve a liderança do All Events da 1.ª Divisão Masculina, agora com 199,54 de média.

Marcelo Suartz (RJ), Campeão Brasileiro 2017 recuperou-se da fraca primeira rodada e subiu três posições, assumindo a vice-liderança do All Events da 1.ª Divisão Masculina com 196,46 de média.

Sidiney Dartora (SC) manteve a terceira posição com 196,46.

Igor Pizzoli (SP) fez a maior série da rodada, 1.331 pontos (221,83 de média), subiu cinco posições e está no 4.º lugar.

Não houve alterações no All Events da 1.ª Divisão Feminina, Stephanie Martins (SP) continua líder com 190,62 de média, seguida por Leila Zuccari (SP) com 162,62 e Sheila Abreu (RJ) com 158,54.

1.ª RODADA (7 games) dia 23, sexta-feira

Renan Zoghaib (SP) está na liderança do All Events da 1.ª Divisão Masculina com 194,29 de média, seguido por Sidiney Dartora (SC) com 185,71 e Rodrigo Rodrigues (SC) com 184.14.

Stephanie Martins (SP) é a líder do All Events da 1.ª Divisão Feminina com 184,14 de média, seguida por Leila Zuccari (SP) com 156,00 e Sheila Abreu (RJ) com 150,43.

A Taça Santa Catarina de Tercetos de Boliche é uma realização da FECBOL – Federação Catarinense de Boliche.

O evento ocorreu nos dias 23/24/25 de fevereiro de 2018 (sexta/sábado/domingo) nas pistas do Boliche Pinguim, em São José, município da Grande Florianópolis/SC.

TERCETOS INSCRITOS

1.ª Divisão
1. Marcelo Suartz (RJ) & Ivan Braga (PE) & Rodrigo Rodrigues (SC)
2. Renan Zoghaib (SP) & Stephanie Martins (SP) & Igor Pizzoli (SP)
3. Jair Dartora (SC) & Pedro Diniz (SP) & Nilson Diniz (SP)
4. Rogério Bacchi (SC) & Gilmar Bacchi (SC) & William Kanegae (SP)
5. Pedro Lima (SC) & Sheila Abreu (MG) & Alexandre Marques (RJ)
6. Oscar Marin (SC) & César Reischark (SC) & Mazir Buratto (SC)
7. Sidnei Dartora (SC) & Décio Abreu (MG) & Bernardo Abreu (MG)

2.ª Divisão
1. Ana Maria Rodrigues (SP) & Fábio Reinbold (SP) & Mariangela Marcondes (SP)
2. Leila Zuccari (SP) & Analice Cajueiro (SP) & Silvia Reinbold (SP)
3. Amilton Silva (SC) & Rodrigo Amilton (SC) & Rafael Rodrigues (SC)
4. Leandro Ramires (SC) & Carl Roichmann (PE) & Fernando Quaresma (SC)
5. Gabriela Reinbold (SP) & Victor Cajueiro (SP) & Rafael Zuccari (SP)
6. Diego Brusamarello (SC) & Raphaello Brusamarello (SC) & Rodrigo Costa (SC)
7. Guga Dias (SC) & João Dartora (SC) & Fernando Hess (SC)

OBS: o Ranking Feminino tem peso 0,5 para critério de classificação

HORÁRIOS DOS JOGOS

2.ª DIVISÃO
Dia 23, sexta-feira (7 linhas) das 9h as 14h
Dia 24, sábado (6 linhas) das 14h as 19h
Dia 25, domingo (7 linhas) das 9h as 14h

1.ª DIVISÃO
Dia 23, sexta-feira (7 linhas) das 15h as 20h
Dia 24, sábado (6 linhas) das 9h as 13h
Dia 25, domingo (7 linhas) das 15h as 20h

REGULAMENTO (Clique aqui para baixar o arquivo .PDF)

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE