RENAN COMEÇOU A 240 p/h

By
Updated: fevereiro 15, 2019

A ÚNICA TAÇA DO SUL BRASILEIRO

A 5.ª edição da Taça Santa Catarina começou de fato na sexta-feira, dia 15, e foi até domingo, dia 17.

A Taça SC de Tercetos foi uma realização da Federação de Boliche Estadual e, por isso, vale para o Ranking Catarinense.

Esse evento é o único homologado pela Confederação Boliche Brasil na região sul do país, ou seja, também vale para o Ranking Nacional.

As partidas foram disputadas nas pistas do Boliche Pinguim, em São José, município da Grande Florianópolis (SC).

11 tercetos se inscreveram, formados por jogadores da federação local e, além disso, por jogadores
de São Paulo,
do Rio de Janeiro,
do Mato Grosso do Sul,
de Minas Gerais e
de Pernambuco.

Para que possa conferir os resultados completos e online acesse o site BOLICHE BRASIL clicando aqui.

Clique na imagem abaixo para abrir o Álbum de Fotos da Taça Santa Catarina 2019:

Quem subiu no pódio

Na 1.ª divisão a medalha de Ouro o trio que ficou em primeiro lugar foi formado por Stephanie Martins, Rodrigo Marques e Igor Pizzoli, todos do Clube Pinheiros.

Os três derrubaram 12.548 pinos (627,40 de média nas 20 linhas)

A medalha de Prata foi para o terceto colocado em segundo lugar, Marcelo Suartz, Sidiney Dartora e Marco Túlio com 12.094 pinos (604,70).

O Bronze ficou para o trio que chegou em terceiro lugar, Rogério Bachi, Gilmar Bachi e Marcos Nemerski, após totalizarem 11.739 (586,95).

No 4.º lugar, logo após, ficaram Jair Dartora, Nilson Diniz e Pedro Diniz com 11,693 (584,65).

No 5.º lugar ficaram Carl Roichman, Renan Zoghaib e Fábio Reinbold com 11.430 (571,50).

No 6.º lugar ficam João Dartora, Guga Dias e Toninho Meneghini com 10.983 (549,15).

A 2.ª divisão de Tercetos finalizou a Taça na tarde do domingo, logo após o encerramento do segundo turno.

A medalha de Ouro ficou com o trio classificado em primeiro lugar, formado por Dido Silva, Rodrigo Rodrigues e Rafael Rodrigues.

Em segundo lugar ficou o trio de Prata foi formado por Márcio Rossato, Wagner Koga e Luís Coelho.

A medalha de Bronze foi disputada até a última linha mas, por fim, foi para Oscar Marin, Pedro Amorim e Jacir Quevedo, que ficaram em terceiro lugar.

Logo depois, em 4.º lugar, ficou o trio Pedro Lima, Fernando Hass e Rodrigo Antônio.

Por fim, em quinto lugar, ficaram Gabriela Reinbold, Denise Teuber e Mariângela Marcondes.

3.ª RODADA (7 games) dia 17, domingo

O All Events Masculino da 1.ª divisão contou, portanto, com 17 participantes.

Renan Zoghaib (SP) manteve o favoritismo após uma primeira rodada a 240 pinos por hora e terminou em primeiro lugar.

Renan foi o campeão, sem dúvida, após derrubar 4.501 pinos em 20 linhas e média de 225,05, garantindo sua medalha de Ouro.

A Prata ficou com Marcelo Suartz (RJ) após 4.462 pinos e média de 223,10, que o fez terminar em segundo lugar.

O Bronze foi para o 3.º lugar Rodrigo Marques (SP) com 4.431 (221,55), também para o 4.º lugar Igor Pizzoli (SP) com 4.180 (209,00) e para o 5.º lugar Rogério Bachi (SC) com 4.062 (203,10),

Stephanie Martins (SP) foi a campeã da Divisão Feminina com 3.937 pinos (196,85 de média) e ficou com a medalha de Ouro.

A Prata foi para Mariângela Marcondes (SP), e o Bronze para Gabriela Reinbold (SP) e Denise Teuber (SP).

A 2.ª divisão Individual Masculina finalizou a Taça na tarde deste domingo, logo após o encerramento do segundo turno.

Pedro Lima perdeu a liderança na última linha, e quem ficou em primeiro lugar e com o Ouro foi Oscar Marin.

Então Pedro Lima ficou em segundo lugar com a Prata.

As medalhas de Bronze ficam com Wagner Koga, em terceiro lugar, Dido Silva, em quarto lugar e Rodrigo Rodrigues em quinto.

2.ª RODADA (6 games) dia 16, sábado

Renan Zoghaib (SP) manteve a liderança no segundo dia saindo forte com 258 e 257. Logo depois, bateu três linhas 200+ (203, 232 e 216) mas caiu no final com 193 e 180, totalizando 1.539 pinos em 7 linhas.

Nas 14 linhas disputadas até então, Renan, filiado ao Clube Pinheiros, estava com 3.220 pinos (230,00 de média).

Marcelo Suartz (RJ) também manteve a vice-liderança, batendo uma ótima série de 1.621 pinos, e diminuindo 82 da diferença para Renan.

No acumulado das duas rodadas, Marcelo estava com 3.131 pinos (média de 224,36).

Rodrigo Marques (SP), o sul-mato-grossense que joga pelo Clube Pinheiros, assumiu o terceiro lugar com 3.080 pinos (220,00 de média)

Rodrigo bateu a maior série do dia: 1.624 pinos (239, 269, 203, 257, 225, 226 e 205).

Stephanie Martins (SP) continuava na liderança folgada com 2.775 pinos (198,21 de média).

1.ª RODADA (7 games) dia 15, sexta-feira

Renan Zoghaib (SP) começou a disputa a 240 pinos por hora, ganhando a liderança por 1681 pinos (240,14 de média).

A sequência de linhas do Renan foi 258, 269, 194, 268, 245, 190, 257.

Renan Zoghaib no Boliche Pinguim. Representou o Brasil 4 vezes na Copa Mundial QubicaAMF: Hermosillo, México (2008 e 2017), Xangai, China (2018) e Breslávia, Polônia (2014)

Renan era seguido pelo campeão Pan-Americano Marcelo Suartz (RJ) com 217,14 (1.520), e por Igor Pizzoli (SP) com 214,71 (1503).

Marcelo Suartz, Ouro no Pan-2015, no Boliche Pinguim. Representou o Brasil 3 vezes na Copa Mundial QubicaAMF: Las Vegas, Estados Unidos (2018), Toulon, França (2010) e São Petersburgo, Rússia (2007)

O All Events Feminino contaou, enfim, com 4 participantes.

Stephanie Martins (SP) foi a líder com 1.428 pinos (204,00 de média).

Em seguida vieram Mariângela Marcondes (SP), Gabriela Reinbold (SP) e Denise Teuber (SP).

Stephanie Martins, atual campeã brasileira e única brasileira a jogar nos Estados Unidos, na PWBA (Associação Profissional de Jogadoras de Boliche). Representou o Brasil 3 vezes na Copa Mundial QubicaAMF: Las Vegas, Estados Unidos (2015 e 2018) e Hermosillo, México (2017)

O All Events Masculino da 2.ª divisão contou com 12 participantes.

A 2.ª divisão masculina começou sob a liderança do catarinense Pedro Lima, representante brasileiro na 49.ª Copa Mundial de Boliche, realizada na Sibéria, Rússia, em 2013.

Pedro Lima na 49.ª Copa Mundial QubicaAMF 2013 – Krasnoyarsk, Sibéria, Rússia

Pedro fez 198,71 de média nas cinco primeiras linhas jogadas, seguido por Oscar Marin (191,00) e Wagner Koga (190,71).

Taça Santa Catarina 2018

No ano passado o destaque foi o terceto formado por Stephanie Martins, Igor Pizzoli e Renan Zoghaib.

O trio do Esporte Clube Pinheiros registrou o grande feito de quebrar o recorde brasileiro para 1 linha de tercetos.

Igor fez 278 na 16.ª linha, Renan fez 255 e Stephanie fez 257, somando 790 pinos (média de 263,33)

Clique aqui para ver os recordes nacionais homologados pela Boliche Brasil.

Taça Santa Catarina 2017

Em 2017, o destaque foi outro paulista, Pedro Diniz, também do Clube Pinheiros, que fez uma partida perfeita (300) .

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE
× Clique aqui e fale com o editor pelo WhatsApp