PWBA CANCELA A TEMPORADA 2020

By
Updated: junho 4, 2020

A PWBA, a mais importante associação de jogadoras de boliche do mundo decidiu, após muitos estudos, cancelar toda a temporada 2020.

Essa difícil determinação incluiu seus dois principais e tradicionais eventos, o USBC Queens e o US Women’s Open.

A PWBA é uma operação conjunta da BPAA e do USBC, todas essas três instituições foram criadas nos Estados Unidos.

A Associação Profissional Feminina de Boliche é a PWBA (The Professional Women’s Bowling Association).

A Associação de Proprietários de Boliche da América é a BPAA (Bowling Proprietors’ Association of America).

O Congresso de Boliche dos Estados Unidos é o USBC (United States Bowling Congress).

As razões

As lideranças de ambas as organizações basearam essa decisão extrema em razão da pandemia do COVID-19.

A alta contaminação desse vírus implicou em várias restrições regionais para operações de eventos pequenos, médios ou grandes.

Vários fatores operacionais foram considerados na tomada dessa decisão extrema.

O mais importante deles foi a inviabilidade de fornecer protocolos padronizados de saúde e segurança para todos os atletas e funcionários envolvidos.

As dezenas de viagens dos participantes pelo país sofreriam constantes mudança de condições e várias obrigações legais.

A PWBA tomou essa decisão agora para que atletas, centros anfitriões e fabricantes de bolas e produtos, que estavam em compasso de espera, possam se planejar adequadamente.

As explicações

“Quando analisamos como outras ligas esportivas profissionais estão retomando seus jogos, verificamos que a abordagem consistente são os testes regulares, implicando num isolamento de atletas e funcionários de contatos externos”, comentou o diretor executivo do USBC, Chad Murphy.

“Infelizmente, não encontramos um modo viável de operar uma turnê de alcance nacional em 2020 de uma maneira que atenda aos padrões exigidos por uma liga esportiva profissional”.

Os centros de boliche se submetem a regulamentações variadas para reabrir suas portas, após as paralisações dos últimos meses.

Embora muitos centros tenham voltado a funcionar, alguns deles estão operando com capacidade limitada, para cumprir as diretrizes estaduais.

Além disso tudo, os eventos esportivos profissionais estão atualmente impossibilitados de operar com os espectadores.

Dessa forma, a PWBA não poderia fornecer seu atrativo principal de grande valor, que é o envolvimento dos clientes nesses eventos.  

A potencial capacidade restrita dos centros também afetaria muito o PWBA Tour em realizar os eventos programados.

Por exemplo, na temporada de 2019 a PWBA obteve uma média de 78 competidoras para cada um dos seus três primeiros eventos.

O USBC Queens atraiu 192 competidoras.

A PWBA debateu o assunto e continuará a explorar a possibilidade de realizar eventos especiais até o final de 2020.

O diretor executivo da BPAA, Frank DeSocio, declarou que “Se as condições melhorarem para permitir que eventos especiais sejam uma opção válida, queremos encontrar uma maneira de fazer isso acontecer.”

A temporada 2020 da PWBA Tour estava programada para começar em 23 de abril com o PWBA Tucson Open em Lucky Strike Bowl em Tucson, Arizona.

O retorno da PWBA

O PWBA Tour foi relançado em 2015 após um hiato de doze anos.

Esse evento feminino continua atraindo competidoras de todo o mundo e realiza quatorze eventos a cada temporada desde 2016.

Vinte e sete atletas conquistaram um título PWBA durante as cinco temporadas da turnê desde o seu relançamento em 2015.

A única brasileira

O Brasil tem uma única representante na PWBA, Stephanie Martins, inscrita desde 2016.

Sobre esse cancelamento, Stephanie declarou “É triste mas concordei pois jogamos em boliches menores, então a aglomeração seria inevitável.”

Stephanie é filiada à FPBOL (Federação Paulista de Boliche) através do Esporte Clube Pinheiros.

Deixe uma resposta

× Clique aqui e fale com o editor deste site.