BOLICHE NO ODESUR 2022?

By
Updated: janeiro 2, 2019

Os Jogos Sul-Americanos (ODESUR 2022) são oficialmente denominados XII Jogos Sul-Americanos (XII Juegos Sudamericanos12th South American Games).

Esta será a décima segunda edição desse evento multi-desportivo com a participação de atletas das nações filiadas à ODESUR (Organização Desportiva Sul-Americana).

A sede será Assunção, capital do Paraguai.

Ainda não se sabe o número exato de locais que receberão as provas deste evento.

Está sendo cogitado o uso de alguns locais, como é o caso do recém inaugurado Parque Olímpico Paraguaio, localizado em Luque, e também o Iate Clube de Assunção.

Existem também planos para uso do complexo do Clube Sportivo Luqueño, da Baía de Assunção, do Resort de Raikura, localizado nas proximidades da capital paraguaia.

O Comitê Organizador dos Jogos ainda planeja a construção da Vila Sul-Americana na região da Avenida Costanera Norte.[

O Brasil faz parte da comissão que está articulando desde já para que boliche continue como uma das modalidades esportivas desses Jogos.

O presidente da Confederação Brasileira de Boliche – Boliche Brasil, Guy Igliori, representou o país em reunião com o presidente da Organização Desportiva Sul-Americana – ODESUR e do Comitê Olímpico Paraguaio – COP, no mês de dezembro.


(e-d) Jorge Thomas, presidente da Federação Paraguaia de Boliche; Camilo Perez Lopez Moreira, presidente do Comitê Olímpico Paraguaio e da Organização Desportiva Sul-Americana; Guy Igliori, presidente da Confederação Brasileira de Boliche e Vice-Presidente das Confederações Sul-Americana e Pan-Americana de Boliche; William Rodrigues, presidente da Federação Uruguaia de Boliche.

A visita de Igliori a Camilo Perez Lopez Moreira contou com a presença de Jorge Thomas e de William Rodriguez (foto acima).

A pauta foi a inserção da modalidade nos jogos Sul-Americanos Assunção 2022. “O esporte boliche não foi incluído nos próximos Jogos Sul-Americanos, no Paraguai, apesar de integrar o programa dos jogos desde 1986”, explica Igliori.

A questão é que o país não tem boliche automático oficial e teria que se fazer um investimento alto na construção de um espaço só para os jogos, com condições de sediar um torneio.

A organização dispõe de instalações físicas – com galpão montado, luz, ar condicionado, etc, mas não têm as pistas, comentou o presidente da Confederação Boliche Brasil.

A Confederação Sul-Americana tem até o final de fevereiro de 2019 para apresentar uma proposta que permita manter o esporte nos Jogos.

“Podemos sugerir uma subsede em outro país, por exemplo, para que o boliche fique no programa dos jogos sul-americanos”, explica Guy.

Informações no site da Confederação www.bolichebrasil.com.br

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE