COMO MONTAR UM BOLICHE RENTÁVEL

By
Updated: fevereiro 19, 2018

Como montar um boliche e ser bem sucedido!

Desde a sua origem, o Boliche tem como característica principal ser um jogo que promove a socialização e integração das pessoas.

É um entretenimento lúdico que provoca muita alegria e prazer aos participantes.

O empreendedor nesse ramo de negócio deve ter em mente que vai lidar com a diversão do público, um lazer democrático que diverte todo tipo de cliente.

Primeiro Passo

O empreendedor deverá elaborar um detalhado Plano de Negócios, da mesma forma que em qualquer outro investimento.

Pode ser trabalhoso montar esse planejamento mas, sem dúvida alguma, vale muito a pena e irá aumentar as chances de sucesso do negócio.

Na elaboração do Plano de Negócios, o empreendedor aprofundará seus conhecimentos nos parceiros no negócio, fornecedores de peças, equipamentos e suprimentos.

Se ainda não tiver feito isso, visite o site do SEBRAE e baixe gratuitamente um completo manual de como elaborar um Plano de Negócios. Clique no link > Plano de Negócios elaborado pelo SEBRAE

De antemão, saiba que as máquinas, equipamentos e pistas de boliche tem longa durabilidade, portanto considere a opção de adquirir equipamentos semi-novos.

CONSULTORIA: Para mais informações envie uma mensagem para ubirajara.t@gmail.com ou para (11) 99973-0492 (WhatsApp) e fale com Bira Teodoro

Por que investir no negócio Boliche?

Após estudo mercadológico básico, é possível localizar regiões carentes de lazer e entretenimento, nas quais o boliche proporcionará resultados positivos mais rápidos.

O boliche é um investimento com alto grau de solidez. A operação permanece rentável e valiosa por longo prazo, e geralmente oferece rentabilidade acima da média.

No Brasil, há cerca de 2 mil pistas de boliche instaladas em, aproximadamente, 200 locais em quase todos as unidades da federação.

Veja o Índice Brasileiro de Centros de Boliche.

Dessas 2 mil pistas, 75% delas possuem o sistema de armação “string pin” (cordinha), no qual o reposicionamento dos pinos é feito com máquinas (“pinsetters“) que puxam os pinos por cordas especiais (imagem abaixo).

Quase 500 pistas no país utilizam máquinas (“pinsetters“) com o sistema de reposição de pinos com garras (“tesouras”) que dispensam as cordinhas (figura abaixo).

Boliche: atividade física saudável tanto no lazer como no esporte

Praticar o jogo do boliche queima calorias, promove a perda de peso, além de trabalhar vários grupos musculares e articulações.

Além dos benefícios físicos, o boliche promove a diversão, o bem estar, a alegria, a amizade, o espírito de equipe e a descontração.

O Boliche é é uma atividade com alta sociabilidade, considerado o mais democrático dos esportes, pois pode ser praticado por pessoas de todas as idades, sem limitações físicas e de gênero.

É um esporte divertido para toda a família, pois todos podem jogar juntos, ao mesmo tempo, aproximando gerações.

Crianças, jovens e idosos podem se divertir com o boliche até mesmo em competições esportivas.

É uma das formas de recreação mais bem sucedidas comercialmente, que atinge ampla faixa etária e demográfica.

Planeje outras opções de lazer, além do Boliche

O Boliche será a principal atração do seu negócio, porém não a única que envolve o entretenimento.

Analise a viabilidade de instalação de outras opções que irão incrementar seu faturamento, como Bar, Restaurante, Lounge, Eventos corporativos, Mesas de Bilhar, Games, etc.

Tem ainda alternativas como Paredes de Escalada, Pistas de Skate, de Patinação, Área VIP, Espaço para Aniversários, Festas e Eventos.

Atualmente a tendência entre os centros de boliche é evoluírem para Centros de Entretenimento Familiar, também conhecidos como FEC (“Family Entertainment Centers”).

É fundamental aumentar a atratividade de seu centro de lazer e esporte, ampliando seu alcance de mercado ainda mais.

Os Centros de Entretenimento Familiar são perfeitos como ambiente atraente, seguro, confortável e moderno.

É uma atração atemporal e indoor, onde todos podem se divertir nos 365 dias por ano, faça chuva, sol, frio ou calor.

As delícias de um prato preferido, beber com os amigos, derrubar pinos para superar o stress, conversar descontraidamente em um ambiente confortável, compõem uma atração irresistível.

A integração de diferentes ofertas de diversão estende o período de permanência dos clientes, proporciona um maior consumo.

Assim o empreendedor maximiza os resultados, o que resulta num negócio com alta rentabilidade em relação ao investimento.

O negócio Boliche proporciona níveis de receita estáveis e fluxo de caixa constante o ano inteiro.

Os aniversários e os encontros de happy hour, que reservam pistas para horários específicos a cada semana, garantem que as pistas estarão com ótimo percentual de locação.

Como escolher os melhores fornecedores?

Comece escolhendo aquele que vai dar suporte conforme o tamanho da estrutura disponível para a montagem do negócio.

É fundamental que seja experiente e ofereça total assessoria para planejar o negócio, com profissionais que ofereçam suporte em todas etapas do projeto, da construção e pós-venda do Centro de Boliche.

Desde a escolha do local e análise de mercado até a escolha do prédio, design interior, planejamento de marketing, transferência de know-how operacional e visão estratégica do negócio.

O fornecedor deve estar atualizado com as novas tecnologias e consultoria, visando o futuro do negócio e o retorno do investimento.

Analise o sistema de gerenciamento oferecido para melhorar sua eficiência e lucratividade.

Avalie se os móveis tem alta qualidade para tornar o ambiente mais confortável aos frequentadores.

Faça comparativos com o custo da montagem, da manutenção mínima e dos custos operacionais.

Leia também: Como recuperar um Boliche endividado?

A importância da localização

A chave para o sucesso na montagem de um boliche é, primeiramente, a escolha do local onde será instalado.

A escolha do ponto ideal é responsável por até 25% do sucesso do empreendimento, conforme pesquisa realizada pelo Sebrae.

Os parâmetros principais para definir o local são fluxo e poder aquisitivo das pessoas, espaço para estacionamento de veículos, segurança e conforto dos frequentadores.

Deve-se levar em consideração, também, a visibilidade do imóvel, para atrair mais clientes. Considere a possibilidade de ampliação futura.

Consulte a legislação municipal quanto à atividade, horários, tráfego de veículos, circulação e aglomeração de pessoas.

Dica 1 – Pesquisa de mercado:

Conhecer o seu mercado é essencial para prosperar. A pesquisa mercadológica ajuda a entender a competição, diagnosticar necessidades e a demanda para o novo negócio.

Muitas empresas start-up fracassam porque não realizam nenhuma  investigação básica de mercado antes de começar.

Dica 2 – Plano de negócio:

Faça um Plano de Negócio detalhado, com objetivos e estratégias para satisfazer as necessidades do mercado que deseja atingir.

É mais lucrativo criar um destino único de entretenimento e lazer com vários atrativos, combinando uma variedade de atrações que irão aumentar o alcance de mercado consumidor.

Dica 3 – Prédio e localização:

A escolha de um ponto comercial adequado é um detalhe que faz a diferença fundamental.

Estude o terreno ideal e a definição do prédio mais adequado a ser adquirido ou locado.

Neste sentido, há diversos itens a serem observados, como por exemplo:

– Visibilidade, fácil acesso e alto tráfego de pessoas;
– Proximidade com regiões de restaurantes, entretenimento ou áreas residenciais;
– Disponibilidade de estacionamento para clientes;

– Possibilidade de realizar futuras ampliações;
– Disponibilidade de energia elétrica;
– Segurança;

– Adequação do negócio para a região/bairro;
– Proximidade de fornecedores e serviços;
– Proximidade de concorrentes;

Metragem: é necessário um espaço físico de 70 a 100 metros quadrados de área construída para  cada pista de boliche que se deseja instalar.

Para um Centro de boliche com 10 pistas, o espaço ideal é de 700 a 1.000 metros quadrados.

Essa metragem já contabiliza o espaço para as pistas, bar, cozinha, banheiros, escritório, games e demais atrativos.

Para instalação de pistas com dimensões oficiais, o prédio precisa ter um comprimento mínimo de 30 metros.

Dica 4 – Layout

Ao lado dos modernos equipamentos e do eficiente atendimento, o planejamento do layout é essencial desde as primeiras etapas do projeto.

Isso vai proporcionar um ambiente tão emocionante que as pessoas uma vez que se divertirem em seu Centro, irão comentar com seus amigos e continuar voltando mais vezes!

Há diversos detalhes importantes a serem observados para atingir o melhor resultado em seu Centro de Entretenimento, dentre eles:

– Colunas: A existência de colunas entre as pistas ou na área dos jogadores é desaconselhada.
– Acessibilidade: A facilidade de acesso aos clientes é outro item importante.

Dica 5 – Acessibilidade

O projeto precisa contemplar um acesso para pessoas portadoras de necessidades especiais.

– Estacionamento: Cerca de 5 vagas por pista e fácil acesso do estacionamento ao Centro de Boliche favorecerá os clientes, proporcionando mais comodidade e segurança.

– Fluxo de pessoas: Dimensione o espaço disponível para estimular a interação social, garantindo que não hajam áreas de pouco uso ou locais de movimento excessivo.

Ao redor das pistas, sugere-se manter distantes as atividades que possam distrair as pessoas.

Os espaços para o caixa, bar, restaurante, jogos eletrônicos, atividades de recreação para crianças, escritório, estoques de suprimentos, precisam ser adequadamente projetados e posicionados.

Dica 6 – Infra-estrutura

– Piso: As criação de linhas no piso fluxo de tráfego ajudam a direcionar o público para as principais áreas geradoras de receita, como as pistas de boliche, o bar, restaurante ou lanchonete.

– Dimensione a quantidade de banheiros disponíveis para o público que você deseja receber.

– A ventilação e climatização do ambiente são muito importantes para proporcionar maior conforto aos clientes e a correta operação dos equipamentos.

– A música é parte essencial do entretenimento para criar sensações de emoção e  instigar a animação dos jogadores, portanto faça estudos acústicos do ambiente.

– Especialmente em regiões residenciais, o isolamento acústico é fundamental para não importunar vizinhos, evitando-se assim sofrer danos de imagem.

Dica 7 – Iluminação

– Iluminação harmoniosa e criativa, mas evite excessos ou inadequações.

– Para maximizar o efeito visual, além da luz negra, podem ser usadas luzes coloridas dançantes, strobo, efeitos de fumaça, laser, entre outros.

– Crie um ambiente contagiante e envolvente entre jogadores, chamando toda a atenção para as pistas, elevando o boliche para um novo patamar de diversão e entretenimento.

– Elabore estratégias para aumentar o tempo de permanência dos clientes no Boliche e manter as pistas ocupadas, favorecendo também o consumo do bar.

Dica 8 – Decoração

– O impacto visual, proporcionado por uma cuidadosa decoração interna e externa, é altamente contagiante para que os cliente fiquem confortáveis e permaneçam consumindo por mais tempo.

– Para cativar clientes, os Boliches precisam oferecer diferenciais capazes de surpreender e fidelizar.

– Opcionalmente, pode-se optar por uma decoração temática em concordância com o conceito do seu negócio, que proporcione impacto e emoção.

– Quanto mais incrementar o fator de diversão e entretenimento dos clientes, maior as chances de proporcionar uma experiência inesquecível aos frequentadores.

– Cores: O ideal é escolher cores estimulantes ao público, encontrando um equilíbrio entre a monotonia e o excesso.

Dica 9 – Espaços

– Área VIP, lounge, é tendência nos novos centros de entretenimento.

– Se for possível, crie áreas VIP com pistas boliche exclusivas para grupos e comemorações particulares.

– Invista em iluminação externa do prédio, placas de grande visibilidade com sua identidade visual, jornais eletrônicos, para atraírem a atenção dos clientes, mesmo a grandes distâncias.

Dica 10 – Sugestão de Cronograma

Gerenciar o tempo com cuidado é muito importante, especialmente quando se está abrindo o negócio com investimento considerável.   Por isso, definir os prazos e metas para a implementação do plano elaborado, e cumpri-los, aumenta muito as possibilidades de sucesso.

12 meses:
– Realizar pesquisa de mercado;
– Formular o plano de negócio;
– Estruturar o investimento e contratar as fontes de financiamento;
– Definir número de pistas e o números de atrações extras;
– Elaborar o conceito de layout e design;
– Escolher o local.
10 meses:
– Abertura jurídica da empresa;
– Iniciar a construção do interior e exterior do Centro de Entretenimento;
– Enviar o pedido de produção das Pistas ao fornecedor escolhido;
– Selecionar os fornecedores de móveis, equipamentos para restaurante/lanchonete;
– Definir o conceito, elaborar o menu do bar, restaurante ou lanchonete;
– Dar início ao projeto de gestão e operação, definir o quadro de funcionários;
– Contratar o planejamento de marketing.
6 meses:
– Preparação do interior do prédio para instalação das Pistas de Boliche.
– Definir o nome e a logomarca do Centro de Entretenimento.
– Marcar a data de abertura e executar o projeto de marketing;
– Fechar o planejamento da inauguração, das ações e estratégias de divulgação.

FASE FINAL

3 meses:
– Finalizar a construção do interior e preparação do prédio para instalação das pistas;
– Recrutamento e seleção dos funcionários e do técnico;
– Contratar e treinar os funcionários;
– Finalizar a instalação dos móveis;
– Finalizar o acabamento e decoração do ambiente;
– Iniciar a publicidade com divulgação nas mídias.
– Teste geral de todos equipamentos, operação das pistas e sistemas de controle.

CONSULTORIA: Para mais informações envie uma mensagem para ubirajara.t@gmail.com ou para (11) 99973-0492 (WhatsApp) e fale com Bira Teodoro

(fonte: Imply Tecnologia Eletrônica)

11 Comentários

  1. Leonan Felipe

    5 de abril de 2018 at 20:10

    alguem sabe me dizer em media quanto ficaria o investimento para montar um boliche com 6 pistas?

  2. Wellington Sponchiado

    24 de maio de 2018 at 12:27

    Sou funcionário em um boliche em Sertãozinho, SP. Estamos passando por uma dificuldade. A cidade é grande mas não temos muito movimento. Faz 6 meses que abrimos e já tivemos três demissões ontem. O que devemos fazer?

  3. Valério Felix do C R

    2 de julho de 2018 at 23:50

    Quanto vou gastar para 6 pistas prontas pra uso?

    • birateodoro

      3 de julho de 2018 at 10:27

      Olá Valério
      Depende:
      Pistas novas nacionais ou importadas?
      Pistas usadas nacionais ou importadas?
      Qual a cidade e estado da instalação?
      Abraços
      Bira Teodoro

  4. Edir Franco

    5 de julho de 2018 at 07:29

    Olá Bom Dia
    Quanto vou gastar para montar 6 pistas novas nacionais?

  5. ARTUR

    12 de julho de 2018 at 22:43

    Olá, Boa Noite.
    Quanto vou gastar para montar 4 pistas usadas nacionais ou importadas?
    Moro em Uruguaiana – RS

    • birateodoro

      14 de julho de 2018 at 11:45

      Olá Artur.
      As pistas seminovas nacionais custam a partir de R$ 80 mil reais cada uma,
      e as importadas seminovas custam a partir de R$ 110 mil reais cada uma.
      Você pode pesquisar no Google que aparecerão várias ofertas.
      É muito importante que um mecânico experiente faça um exame técnico minucioso no equipamento ofertado.
      Leve em conta, também, o custo de transporte e instalação.
      Abraços
      Bira Teodoro (11) 99973-0492 WhatsApp

  6. Clederson Simon

    26 de setembro de 2018 at 08:41

    Sou de Francisco Beltrão no Paraná!
    A cidade tem em média 100 mil habitantes!
    Estou pensando em abrir um boliche, pois a cidade é um polo universitário.
    Quanto em média gasto para montar 6 pistas?
    Meu e-mail é cledersonsimon@gmail.com
    Obrigado

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE