SELEÇÃO PAULISTA É PENTADECACAMPEÃ!

By
Updated: novembro 20, 2018

O XXXVIII Campeonato Brasileiro de Seleções de Boliche, conforme comunicado da BOLICHE BRASIL (Confederação Brasileira de Boliche – CBBOL), será o evento nacional indicado para o programa Bolsa Atleta, do Ministério dos Esportes, caso o programa esteja ativo.

O local das disputas foi no Boliche Social Club Norte Shopping no Rio de Janeiro – RJ.

Veja o histórico das seleções campeãs em nosso Almanaque (clique aqui).

A seleção masculina paulista conquistou o título máximo do boliche brasileiro pela 15.ª vez ao somar 834 pontos em todas as provas, contra os 491 da vice-campeã fluminense e os 425 da seleção mineira, que subiu ao pódio na terceira posição.

Os resultados completos estão no site oficial da Confederação Boliche Brasil.

São Paulo (e-d): William Hideki, Nilson Wada, Pedro Diniz, Igor Pizzoli, Celso Azevedo, Mário Farias

COMO FORAM AS PROVAS DO EVENTO

A Prova Individual Masculina foi conquistada por William Hideki (SP) com 1.351 pinos (225,17 de média), seguido por Marcelo Suartz (RJ) com 1.339 (223,17) e John Jr. (RJ) com 1.293 (215,50).

Na Prova de Duplas Masculinas a medalha de Ouro foi para William Hideki & Igor Pizzoli (SP), a Prata para Marcelo Suartz & John Jr. (RJ) e o Bronze para Celso Azevedo & Pedro Diniz (SP).

A Prova dos Tercetos Masculinos foi liderada pelo trio mineiro Bruno Costa, Flávio Castellões e Bernardo Abreu, seguido pelo trio fluminense Marcelo Suartz, John Jr. e Juliano Oliveira. O trio paulista ficou em terceiro com William Hideki, Igor Pizzoli e Celso Azevedo.

Na Prova das Equipes Masculinas, onde a menor das seis partidas do time é descartada, o Ouro ficou com a equipe paulista (Celso Azevedo, William Hideki, Igor Pizzoli, Nilson Wada, Mário Farias e Pedro Diniz),
seguida pela equipe catarinense (Sidiney Dartora, Rogério Bachi, Daniel Murta, Oscar Marin, Guga Dias e Jair Dartora)
e pela equipe fluminense (John Jr., Juliano Oliveira, Marcelo Suartz, Mário Tavares, Paulo Feijó e Márcio Vieira) formando o pódio dessa fase.

A Prova do All Events de Equipes Masculinas foi vencida pela seleção de São Paulo, seguida pela seleção do Rio de Janeiro e pela seleção de Minas Gerais

O All Events Individual Masculino que é o somatório das 24 linhas jogadas foi liderado por Marcelo Suartz (RJ) com 5.104 pinos (média 212,67), seguido por William Hideki (SP) com 5.029 (209,54) e Bruno Costa (RJ) com 5.014 (208,92).

A maior partida (269) foi batida por Flávio Castellões (MG) e a maior série de seis linhas (1.351 pinos e média de 225,16) foi de William Hideki (SP).

AS SELEÇÕES MASCULINAS PARTICIPANTES

Foram nove Seleções Estaduais Masculinas participantes do Campeonato Brasileiro:

Bahia com Allan Chastinet, Tito Viveiros, Tuca Maciel, Carlos Salgado, João Neto e Flávio Alvarez.

Distrito Federal com Luiz Afonso, Márcio Bandeira, Jamil Sales, Eugênio Carvalho, Hermindo Gonçalves e Sérgio Martinelli.

Mato Grosso com Antonio Toledo, Nelson Marques, Felipe Ventura, Célio Belmonte, Glauco Levy Pacheco e Nelson Saga.

Mato Grosso do Sul com Toninho Meneghini, Hédio Liebich, Rodrigo Marques, Reginaldo Morel, Mário Testa e Marcos Nemerski.

Minas Gerais com Renato Castellões, Bruno Costa, Bernardo Abreu, Flávio Castellões, Fernando Miranda e Eduardo Andrade.

Pernambuco com Alde Salgado Neto, Niltinho Farias, Ivan Oliveira, Ivan Oliveira Neto, Alcindo Marsaro e Fábio Menezes.

Rio de Janeiro com Marcelo Suartz, Juliano Oliveira, Paulo Feijó, Mário Tavares, John Jr. e Márcio Vieira.

Santa Catarina com Guga Dias, Sidiney Dartora, Jair Dartora, Daniel Murta, Rogério Bachi e Oscar Marin.

São Paulo com Celso Azevedo, William Hideki, Nilson Wada, Mário Farias, Igor Pizzoli e Pedro Diniz.

BRASÍLIA É BICAMPEÃ NACIONAL

Na Divisão Feminina do Campeonato Brasileiro, a seleção do Distrito Federal sagrou-se campeã com 797 pontos, seguida pela seleção de Minas Gerais (582,5) e pela seleção do Rio de Janeiro (428).

Distrito Federal (e-d): Stephanie Martins, Thaís Miyuki, Rosina Freitas, Pollyana Arantes, Heloisa Queiroz, Luiza Rocha.

A Prova Individual Feminina foi conquistada por Lúcia Vieira (RJ) com 1.159 pinos (média de 193,17), seguida por Jacque Costa (MG) com 1.136 (189,33) e Léa Badaró (RJ) com 1.120 (186,67).

Na Prova de Duplas Femininas a medalha de Ouro foi para Luiza Rocha & Stephanie Martins (DF), a Prata para Marizete Scheer & Jacque Costa (RJ) e o Bronze para Roberta Rodrigues & Roseli Santos (SP).

A Prova do All Events de Equipes Femininas foi vencida pela seleção do Distrito Federal (Pollyanna Arantes, Thaís Miyuki, Luiza Rocha

A Prova dos Tercetos Femininos foi liderada pelo trio brasiliense Thaís Miyuki, Luiza Rocha e Stephanie Martins, seguido pelo trio fluminense Léa Badaró, Lúcia Vieira e Titila Alvarez. O trio mineiro ficou em terceiro com Simone Peixoto, Jacque Costa e Marizete Scheer.

Na Prova das Equipes Femininas, onde a menor das seis partidas do time é descartada, o Ouro ficou com a equipe brasiliense (Pollyana Arantes, Rosina Freitas, Heloisa Queiroz, Luiza Rocha, Thaís Miyuki e Stephanie Martins),
seguida pela equipe mineira (Jacque Costa, Simone Peixoto, Marizete Scheer, Vanessa Andrade, Aline Kazumi e Dayse Silva),
 e pela equipe paulista (Elisa Kim, Maria Diniz, Dê Luqueti, Neuza Kae, Roseli Santos e Roberta Rodrigues) formando o pódio dessa fase.

A Prova do All Events de Equipes Femininas foi vencida pela seleção do Distrito Federal, seguida pela seleção de Minas Gerais e pela seleção de São Paulo.

All Events Individual Feminino que é o somatório das 24 linhas jogadas foi liderado por Luiza Rocha (RJ) com 4.591 pinos (média 191,29), seguida por Stephanie Martins (SP) com 4.567 (190,29) e Jacque Costa (RJ) com 4.546 (189,42).

maior partida (267) foi batida por Luiza Rocha (RJ) e a maior série de seis linhas (1.231 pinos e média de 205,16) foi de Roberta Rodrigues (SP).

AS SELEÇÕES FEMININAS PARTICIPANTES

Foram cinco Seleções Estaduais Femininas participantes do Campeonato Brasileiro:

Distrito Federal com Pollyanna Arantes, Rosina Freitas, Heloisa Queiroz, Luiza Rocha, Thais Miyuki e Stephanie Martins.

Mato Grosso com Joselia Moreno, Edneia Miranda Saga, Nadia Levy, Tereza Belmonte, Danielle Dalmaso e Raquel Tenuta.

Minas Gerais com Jacque Costa, Simone Peixoto, Marizete Scheer, Vanessa Andrade, Aline Kazumi e Dayse Silva.

Rio de Janeiro com Kimie Urata, Sonia Gonçalves, Tininha Muelas, Titila Alvarez, Léa Badaró e Lúcia Vieira.

São Paulo com Elisa Kim, Maria Diniz, Dê Luqueti, Neuza Kae, Roseli Santos e Roberta Rodrigues.

MINAS GERAIS CONQUISTA A TAÇA BRASIL

A seleção de Minas Gerais conquistou a XXIX Taça Brasil de Seleções com 842 pontos, seguida pela seleção de São Paulo com 449 e pela seleção do Rio de Janeiro com 437.

A Prova Individual foi conquistada por Fernando Castellões (MG) com 1.204 pinos (média de 200,67), seguido por Tom Santos (PE) com 1.105 (184,17) e Joso Figueiredo (PE) com 1.102 (183,67).

Na Prova de Duplas a medalha de Ouro foi para Rafael Lins & Eduardo Fernandes (PE), a Prata para Paulo Dias & George Lucas (SC) e o Bronze para Álvaro Ferreira & Rogério Almeida (RJ).

A Prova dos Tercetos foi liderada pelo trio mineiro Felipe Tomanini, Fernando Castellões e Joso Figueiredo, seguido pelo trio fluminense Álvaro Ferreira, Rogério Almeida e Danilo Rocha. O outro trio mineiro ficou em terceiro com Eduardo Bento, Igor Lopes e Daniel Andrade.

Na Prova das Equipes, onde a menor das seis partidas do time é descartada, o Ouro ficou com a equipe mineira (Eduardo Bento, Joso Figueiredo, Igor Lopes, Fellipe Tomanini, Fernando Castellões e Daniel Andrade),
seguida pela equipe paulista (Tarik El Kadri, Sung Kae, Gianfranco Dieguez, Nilson Diniz, Gilberto Santoro e William Kanegae),
 e pela equipe fluminense (Rogério Almeida, Álvaro Ferreira, Danilo Rocha, José Júlio, Francisco Jansley e Eduardo Bastos) formando o pódio dessa fase.

A Prova do All Events de Equipes foi vencida pela seleção de Minas Gerais, seguida pela seleção de São Paulo e pela seleção de Rio de Janeiro.

All Events Individual que é o somatório das 24 linhas jogadas foi liderado por Fernando Castellões (MG) com 4.401 pinos (média 183,38), seguida por Nilson Diniz (SP) com 4.368 (182,00) e Joso Figueiredo (MG) com 4.353 (181,38).

maior partida (278) desta divisão e de todo o evento foi batida por Fellipe Tomanini (MG) e a maior série de seis linhas (1.204 pinos e média de 200,66) foi de Fernando Castellões (MG).

AS SELEÇÕES PARTICIPANTES

Foram nove os estados participantes da Taça Brasil de Seleções:

Minas Gerais com Eduardo Bento, Fernando Castellões Felipe Tomanini, Joso Figueiredo, Igor Lopes e Daniel Andrade.

São Paulo com William Kanegae, Tarik El Kadri, Nilson Diniz, Gianfranco Dieguez, Gilberto Santoro e Sung Kae.

Rio de Janeiro com Álvaro Ferreira, Rogério Almeida, Francisco Jansley, Danilo Rocha, José Júlio e Eduardo Bastos.

Pernambuco com Masatoshi Kumamoto, Nelson Tachibana, Júlio Neto, Tom Santos, Rafael Lins e Eduardo Fernandes.

Santa Catarina com Carlos Albuquerque, Paulo Dias, João Vítor Dartora, Matheus Lima, George Lucas e Carl Roichman.

Bahia com Alex Ribeiro, André Cordeiro, Diego Portella, Edgard Carvalho, Gabriel Renan e Vinícius Lago.

Mato Grosso do Sul com Diego Brusamarello, Raphaello Brusamarello, Francisco Bonacina, Marlene Bonacina, Lira Corazza e Cris Arnal.

Distrito Federal com Jack Sampaio, Roberto Elias, Paulo Borracha, Gustavo Massutra, Mário Alvarenga e Carlito Jorge.

Mato Grosso com Gustavo Buzelle, Romildo Souza, Matheus Delgado, Michel Belmonte, Ernanes Júnior e Matheus Batistela.

A Taça Brasil de Tercetos não foi realizado por não atingir o número mínimo de inscritos.

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE