O BOLICHE NO PAN LIMA 2019

By
Updated: julho 4, 2019

O Boliche no Pan 2019 já tem a equipe brasileira completa.

Foi divulgada em 17 de maio de 2019 a convocação da Seleção Brasileira de boliche que participará dos Jogos Pan-Americanos de Lima no Peru. 

A Confederação Brasileira de Boliche – BOLICHE BRASIL, após análise do Técnico da Seleção, e de acordo com as regras de convocações de 2019, CONVOCOU os atletas abaixo relacionados a integrar a Seleção Brasileira Adulta que participará dos JOGOS PAN-AMERICANOS LIMA 2019, a ser disputado no período de 24 a 30 de julho de 2019, em Lima, Peru.

SELEÇÃO ADULTA FEMININA:
1. Stephanie Martins – São Paulo.
2. Roberta Rodrigues – São Paulo
.

SELEÇÃO ADULTA MASCULINA:
1. Marcelo Suartz – Rio de Janeiro.
2. Bruno Costa – Minas Gerais
.

Na foto-montagem* acima está a equipe brasileira no Pan Lima 2019, formada por Stephanie Martins, Roberta Rodrigues, Marcelo Suartz e Bruno Costa
(*fotos originais de Rudy Trindade)

TÉCNICO DA SELEÇÃO: Márcio Vieira – Rio de Janeiro.
CHEFE DE EQUIPE: Karla Redig – Rio de Janeiro.

Na modalidade Boliche no Pan Lima 2019 serão disputadas 4 provas:
Individual Masculino,
Individual Feminino,
Duplas Masculinas e
Duplas Femininas.

Marcelo Suartz, o Ouro no Pan 2015

O paulistano Marcelo Suartz, nasceu no dia 24 de setembro em 1987, é destro e tem 1,74m de altura.

Atualmente está filiado à Federação do Rio de Janeiro, onde joga pelo Clube Vasco da Gama.

(foto acima, por Rudy Trindade) Marcelo Suartz no approach, prestes a sacar.

Dentre suas principais conquistas, destaca-se a Medalha de Ouro nos Jogos Pan-Americanos que conquistou de 2015.

(foto acima, do arquivo pessoal) Marcelo Suartz comemorando o primeiro Ouro do Boliche no Pan Rio 2015,

É o único brasileiro com duas partidas perfeitas nos Estados Unidos homologadas pelo USBC (United States Bowling Congress), a entidade máxima do boliche norte-americano, em 2007 e 2017.

Chama-se Partida Perfeita quando um jogador consegue fazer uma linha completa com 12 strikes. atingindo o máximo possível de pontos numa só partida, ou seja 300 pontos.

No registro brasileiro de partidas perfeitas Marcelo tem mais dois 300 homologados, em 2016 (na Eliminatórias Brasileiras) e 2012 (no Ibero-Americano).

Clique aqui e confira os Recordes Brasileiros homologados.

Marcelo também foi Campeão Interamericano PABCON 2012 e
Campeão dos Jogos Sul-Americanos ODESUR 2014.

Conseguiu se classificar em três edições da Copa Mundial QubicaAMF, conquistando a melhor posição de um brasileiro por duas vezes.

No ano passado, na 54.ª edição da Copa Mundial, realizada em Las Vegas, nos Estados Unidos, foi o 7.º lugar com 214,57 de média.

Em 2010 na 46.ª edição da Copa Mundial, realizada em Toulon, na França, foi o 40.º com 197,10 de média.

Na sua primeira participação em Copa Mundial QubicaAMF, em 2007 na 43.ª edição realizada em São Petersburgo, na Rússia, foi o 7.º colocado com 217,68 de média, a melhor classificação e média do Brasil até hoje.

Também foi o 5.º lugar no Campeonato Mundial Individual da WTBA (World Ten Pin Bowling Association) em 2016.

Fez faculdade nos Estados Unidos, onde conquistou o Campeonato Americano Universitário em 2012, pela Webber University.

Foi eleito o melhor jogador universitário norte-americano em 2011.

É tricampeão Brasileiro Individual Adulto, em 2017, 2016 e 2014, e igualmente tricampeão Brasileiro Individual Juvenil.

Marcelo foi Medalha de Prata no PABCON Inter-Americano 2018, em dupla com Bruno Costa.

Bruno Costa, com DNA de campeões

O mineiro Bruno Costa, conquistou recentemente o título máximo nacional pela primeira vez.

Está filiado à Federação Mineira de Boliche mas joga pelo Clube Fluminense do Rio de Janeiro.

Nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 4 de março de 1.994, é o único canhoto do quarteto e tem 1,85m de altura.

(foto acima , por Rudy Trindade) Bruno Costa no approach, prestes a sacar.

Bruno é filho do maior campeão brasileiro de todos os tempos, Walter Costa, e também da super campeã Jacque Costa, ambos de Minas Gerais.

(foto acima, do arquivo pessoal) Bruno com os pais, Walter e Jacque.

Bruno foi vice-campeão Sul-Americano no ConsuBowl 2017 e Medalha de Prata no PABCON Inter-Americano 2018.

Ele tem uma partida perfeita (300 pontos) homologada oficialmente em 2014 na Taça São Paulo.

Stephanie Martins, a Campeã Recordista

Stephanie Martins, nasceu na capital paulista em 19 de abril de 1991, é destra e tem 1,70m de altura.

É filiada à Federação Paulista de Boliche e joga pelo Esporte Clube Pinheiros, onde é sócia e frequentadora desde a infância.

(foto acima, por Rudy Trindade) Stephanie Martins no approach, prestes a sacar.

É Octacampeã Brasileira de Clubes, Bicampeã Brasileira Individual (2017 e 2018), Bicampeã Universitária nos Estados Unidos pela Webber University.

Foi Campeã e recordista Pan-Americana no PABCON Feminino de 2018, disputado em Santo Domingo, na República Dominicana.

Nessa jornada irrepreensível, Stephanie quebrou o recorde Pan-Americano de seis games com 226 + 221 + 279 + 279 + 245 + 268, totalizando 1.518 pinos e a sensacional média de 253,00.

(foto acima, do arquivo pessoal) Stephanie Martins comemorando o Ouro e Recorde no PABCON 2018.

Foi a primeira brasileira, e única até agora a ser aceita na PWBA (Professional Women Bowlers Association).

Em 2015, durante a 51st QubicaAMF Bowling World Cup, Las Vegas, Estados Unidos, foi a primeira brasileira a liderar uma fase classificatória.

Um feito inédito, pois esta posição nem mesmo os homens que representaram o Brasil conseguiram realizá-lo até então.

Stephanie voltou a representar o Brasil na 53.ª Copa Mundial, realizada em Hermosillo no México.

No ano passado, retornou a Las Vegas para a 54.ª Copa Mundial, na sua segunda participação nessa cidade norte-americana, e a terceira na QubicaAMF Bowling World Cup.

Roberta Rodrigues, a Hexacampeã Brasileira

Roberta Rodrigues, nasceu na capital paulista em 28 de novembro de 1988, é destra e tem 1,70m de altura.

É filiada à Federação Paulista de Boliche e joga pelo Esporte Clube Pinheiros, como atleta convidada.

(foto acima, por Rudy Trindade) Roberta Rodrigues no approach, prestes a sacar.

Roberta já foi seis vezes Campeã Brasileira Individual, em 2016, 2012, 2011, 2010, 2009 e 2008.

(foto acima, do arquivo pessoal) Roberta Rodrigues comemorando mais um título.

Roberta é Octacampeã Brasileira de Clubes, Bicampeã Sul-Americana Individual na Fase Master, Medalha de Bronze no Pan-Americano Campeão dos Campeões.

Também foi medalha de Prata no Campeonato Ibero-Americano de Bowling, disputado em Buenos Aires, Argentina.

Participou duas vezes da Copa Mundial de Boliche QubicaAMF, a primeira vez em 2009 (45.ª edição), em Malaca na Malásia.

A segunda foi em 2016 (52.ª edição) em Xangai na China, terminando na 15.ª posição com 194,79 de média em 24 partidas.

Programação do Boliche no Pan Lima 2019

Logo dos Jogos Pan-Americanos 2019, com marca d´água da modalidade boliche.

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE