O BOLICHE E AS ELEIÇÕES

By
Updated: agosto 16, 2018

UMA PARTIDA NO BOLICHE

Para saber qual é a relação entre o boliche e as eleições, primeiro vamos fazer um paralelo entre uma partida de boliche e o voto eleitoral.

Já faz um bom tempo que o esporte Boliche promove campeonatos e torneios entre os seus filiados.

Esses eventos exigem uma organização para criar e promovê-los nas mídias sociais, visando atingir todos os interessados.

Cabe aos organizadores inserir os dados e inscrever os participantes nas plataformas virtuais, montagem das planilhas de posicionamento, súmulas de jogo, etc.

Durante o campeonato, após cada jogador finalizar sua partida, ele deverá anotar o total de pontos obtidos, da mesma forma que seus parceiros de pistas.

Cada partida de boliche é formada em média por 15 lançamentos da bola e, em cada um deles, o competidor deverá estar muito concentrado.

Essa repetição acontece por volta de 15 vezes em cada uma das 24 partidas do campeonato, resultando em cerca 360 lançamentos num só torneio.

É óbvio que todos os jogadores se esforçam pra fechar as mais altas partidas nas rodadas disputadas, tentando atingir a zona de premiação.

Porém…

Quando terminam uma partida, a maioria desses competidores apenas se prepara para a próxima jogada.

Não se preocupam a anotação correta da própria pontuação.

Geralmente, supõem que a obrigação deles seja apenas jogar as partidas de Boliche no campeonato.

Imaginam que a marcação correta dos pontos seja responsabilidade exclusiva dos organizadores.

Acontece que o anotador na pista pode errar e/ou o organizador que lança os números também pode errar.

Assim, todo o esforço daquele jogador em conseguir fechar um boa partida de boliche será desperdiçado.

Vale lembrar que alguns premiados sobem no pódio pela diferença mínima de pontos.

Ou deixam de subir, também, às vezes, por um ponto.

Se o próprio jogador não se preocupa com a anotação correta de suas partidas, deveria ao menos conferir os lançamentos divulgados.

Se não fizer assim irá desperdiçar sua partida no boliche.

O VOTO NUMA ELEIÇÃO

Já faz um bom tempo que somos uma democracia republicana e participativa.

Isso implica em eleições periódicas para eleger nossos representantes, tanto no legislativo quanto no executivo.

Cada eleição exige um investimento e esforço enormes na montagem da infraestrutura.

É preciso montar as zonas eleitorais, fazer a adequação dos locais, convocar os mesários, as demais autoridades e colaboradores.

O eleitor também deve preparar-se, procurar conhecer os candidatos, analisar os programas e propostas de cada um.

Dessa forma irá qualificar cada vez mais a escolha do seu representante.

Então, no dia marcado, o eleitor se dirige ao local de votação, onde irá registrar seu voto no candidato escolhido.

Após o encerramento da votação, as urnas são lacradas e a contagem dos votos é iniciada para a definição dos eleitos.

Os deveres do eleitor não se encerram quando ele insere o voto na urna, pois esse gesto é apenas o início de sua jornada de cidadão consciente.

O eleitor deve acompanhar o desempenho dos eleitos, sejam eles aqueles em quem votou ou não.

Se não fizer assim, irá desperdiçar o seu voto.

CONCLUSÃO

Ao participar de um campeonato de boliche fique atento aos lançamentos corretos de suas partidas e fiscalize os resultados divulgados.

Caso encontre alguma divergência, procure os responsáveis para que seja corrigida imediatamente e não afete os resultados finais.

Após exercer seu papel de eleitor ao participar de uma votação, fique atento ao desempenho dos eleitos, fiscalize as ações e decisões deles.

Quando não concordar com algo, proteste, reclame, participe dos grupos com o mesmo propósito.

Se agir assim não irá desperdiçar seu o seu esforço, sua energia, seu empenho, seu trabalho, sua cidadania.

Deixe uma resposta

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE