O JOGO PERFEITO MAIS RÁPIDO DO MUNDO: 89,6 segundos

By
Updated: abril 22, 2017

Até prova em contrário, o norte-americano Ben Ketola, é o recordista mundial mais rápido em fechar um jogo perfeito em apenas 86,9 segundos, computando o máximo de 300 pontos numa partida de boliche, após 12 strikes consecutivos. Strike é o nome da jogada na qual se derruba os dez pinos na primeira bola lançada.

O incrível recorde foi filmado por um amigo na noite de 5 de abril, nas dez pistas do modesto centro 281 Bowl em Cortland, Estado de Nova Iorque, EUA, em apenas 1 minuto e 26,9 segundos.

Ben é um jogador de 23 anos que utiliza o estilo two-handed delivery, que é o saque com ambas as mãos, ele usou uma bola diferente em cada pista, repetindo as pistas 1 e 2, no final do vídeo abaixo ele fala sobre cada uma das bolas que utilizou.

Foi divertido fazer isso mas, honestamente, não esperava conseguir hoje.“, confessou o recordista, que tem a média de 225 pontos na sua liga. Ele é funcionário do 281 Bowl, onde joga cerca de 50 partidas por semana no mesmo centro no qual realizou a façanha. “Eu só queria ver o quão rápido eu poderia mudar de pista e fazer o máximo de strikes possível.

Não se conhece nenhum registro oficial dessa categoria de velocidade para se fazer um 300, o jogo perfeito do Boliche.

Ben decidiu tentar esse feito incomum depois de assistir a um vídeo no YouTube de 2015, postado pelo jogador profissional Tom Dougherty. No vídeo abaixo, Tom fez os 12 strikes da partida perfeita em 12 pistas em 1 minuto e 50,99 segundos.

Ben tentou três vezes no início deste mês, mas seu melhor resultado foi uma linha com sete strikes seguidos, depois outra com onze strikes dos doze necessários.

Na quarta-feira à noite, dia 5, após o encerramento da liga de senhoras, John Bishop, seu parceiro de trabalho, o desafiou para tentar novamente após o final turno, gravado num vídeo pelo celular.

Eu fiz sete strikes na minha primeira tentativa“, comentou, “depois retomei meu fôlego e tentei outra vez. Queria ver o quão rápido eu poderia fazer isso.

O curioso é que ele não viu a maioria de seus strikes porque estava mais preocupado em correr para a próxima pista e jogar o mais rápido que podia. Ele usou oito de suas próprias bolas, das marcas Storm e Roto Grip, e duas bolas da casa para concluir sua marca de velocidade no 300.

Veja o vídeo completo, publicado no Youtube pelo próprio recordista

Até então o recorde era de Tom Daugherty, registrado no vídeo abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *