O FIM DO PLANET BOWLING

By
Updated: dezembro 28, 2014

 Faltando apenas alguns dias para completar  vinte anos de instalação, o Planet Bowling não resistiu à crise administrativa e financeira e fechou definitivamente suas pistas ao público, no início deste mês de dezembro.

O mais difícil foi selecionar os eventos mais importantes ocorridos nestes vinte anos de funcionamento, palco de milhares de campeonatos, torneios, confraternizações, gravações de comerciais, filmagens, como esse feito para a TAM em 2005:


Também foi gravado no Planet esse comercial antigo com o Campeão Brasileiro de 1990, Sussumu Okasaki

Sem dúvida que o auge aconteceu menos de um ano após a inauguração, quando sediou o mais importante evento esportivo do mundo, a World Bowling Cup QubicaAMF, na época denominada apenas AMF World Cup, realizando a 31.ª edição em 1995. A dupla que representou o Brasil foi o paulista Hikari Kato e a paraense Dayse Silva. Os campeões foram o norte-americano Patrick Healey e a inglesa Gemma Burden, a mais jovem campeã até hoje, quando tinha apenas 17 anos ao  conquistar o título máximo.

 Na inauguração o Planet contava com 50 pistas automáticas AMF e foi o maior boliche da América Latina durante muitos anos. O piso térreo tinha 24 pistas instaladas e as outras 26 estavam no piso superior. Após uma divisão societária restaram apenas as pistas do 1.º andar. Desde então o sócio proprietário Lung Ching Jiang, conhecido por todos como Peter, administrava a empresa praticamente sozinho. Porém, acometido pelo Mal de Alzheimer, ele teve que se afastar nos últimos anos e delegar suas funções. As dívidas acumuladas, somadas ao crescimento das despesas essenciais, provocaram a inviabilidade do negócio.

Durante as promoções de inauguração, o Planet chegou a oferecer um carro para o primeiro jogador que fizesse uma partida perfeita (300 pontos conseguidos após doze strikes consecutivos na mesma linha). O saudoso Fernando Rezende, o primeiro campeão brasileiro da Fase Individual de um Campeonato Mundial (1990 – Filipinas), foi o ganhador do veículo. Por ironia do destino, Fernando veio a falecer num acidente automobilístico, quando dirigia este carro conquistado nas pistas.

Outra lenda que frequentou o Planet por muito anos foi o também saudoso José Luiz Veiga (vídeo abaixo), campeão de boliche na década de 60, que se tornou um grande organizador e incentivador do esporte Boliche.

Agora o Planet Bowling é história, eternizadas nos vídeos amadores:



Comentário

  1. Rosvaldo

    30 de setembro de 2016 at 11:12

    Trabalhei lá por quatro anos. Excelente ambiente de trabalho, deixou saudades.

Deixe uma resposta